musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - SABBAT - K A M A I T A C H I - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Sabbat letra


(Gira, gira)
(Gira, gira até a Lua aborrecer)
(E ficar tontinha a ponto dela adormecer)

Gira, gira até a Lua aborrecer
E ficar tontinha a ponto dela adormecer
A gente brinca chamando outros seres pra ver
Girando de mãos dadas até ventar e chover

Gira, gira até o céu escurecer
E os bichinhos da floresta começar correr
Os seres farão chamas das trevas aparecer
Pra gente dançar em cima delas até a luz morrer

Não precisamos de reinos, a gente cuida de nós mesmos
Não precisamos de reinos, a gente cuida de nós mesmos
Não precisamos de reinos, a gente cuida de nós mesmos

Juntos todos nós levitaremos
Em meio ao caos e pesadelos

Vento que mexe meus cabelos
E balança as árvores
Leve a chuva com tua impiedosa tempestade
Cruzes, crucifixos se entortam mas não se partem
Buracos negros nesse céu tempestuoso se abrem

Vênus que fragmenta o tempo
E que balança as árvores
Leve a chuva com tua impiedosa tempestade
Cruzes, crucifixos se entortam mas não se partem
O inferno faz com que cabras desse lugar sujo nascem

Gira, gira até a Lua derreter
E uma partezinha dela começa a escorrer
O abismo surge bem nos meus pézinhos dá pra ver
Os filhos de um cruel anjinho na lama nascer

Gira, gira até a Lua chorar e sangrar
Gira, gira até a Lua chorar e sangrar
E o cheiro do inferno começar a proliferar
Esperamos a besta que só habita lá
Entrar na nossa roda e começar rodopiar

Não precisamos de reinos, a gente cuida de nós mesmos
Não precisamos de reinos, a gente cuida de nós mesmos
Juntos todos nós levitaremos
Em meio ao caos e pesadelos

Vento que mexe meus cabelos
E balança as árvores
Leve a chuva com tua impiedosa tempestade
Cruzes e crucifixos se entortam mas não se partem
Buracos negros nesse céu tempestuoso se abrem

Vênus que fragmenta o tempo
E que balança as árvores
Leve a chuva com tua impiedosa tempestade
Cruzes e crucifixos se entortam mas não se partem
O inferno faz com que cabras desse lugar sujo nascem

k a m a i t a c h i - Letras

©2003 - 2021 - musicas.mus.br